Conheça a história da cidade mais Gay do Mundo.

Por Viajay:::

O que antes dava lugar a fazendas enormes e estradas de terra agora é conhecido como o lugar mais colorido do planeta: o bairro de Castro, com suas elegantes lojas e bares tão badalados que os clientes invadem a rua. Nos anos 80, imigrantes irlandeses, alemães e escandinavos vieram para os arredores de São Francisco em busca de terras baratas, que acabaram se tornando verdadeiros subúrbios quando uma linha ferroviária ligou o Vale Eureka, como a área era chamada, com o resto da cidade. Graças a estes colonos, que construíram belíssimas casas vitorianas para as suas famílias, os moradores de Castro hoje arrasam (o bolso) ao escolher o seu local de morada. A grande maioria dessas casas clássicas inclusive foram lindamente, e artesanalmente, restauradas.

Do sangue nasce o Orgulho

O ativismo gay dos anos 60 e 70 fez nascer uma comunidade com poder político e econômico considerável, e quando o histórico bar Twin Peaks foi construído com janelas do chão ao teto, todo o país viu isso como um sinal de que os moradores de Castro estavam orgulhosos de sua identidade gay. Nem tudo eram rosas, tensos (e às vezes violentos) confrontos com a polícia existiram, e o assassinato em 1978 do político abertamente gay de São Francisco, Harvey Milk, foi o ponto de virada na história da comunidade. A morte do Milk e o impacto da AIDS no local juntaram a comunidade e fizeram quase todos virarem ativistas; Castro se tornou não apenas aberta, mas passou a celebrar e ter orgulho de sua próspera população de gays e lésbicas.

Hoje, a identidade LGBT de Castro é uma atração turística, que traz multidões de turistas e baladeiros de todo o mundo para o bairro. Alguns moradores passaram a reclamar da falta de coesão da comunidade na atualidade e da perda do protagonismo político e militante do local. No entanto, a proliferação de sexy shops ostentando letreiros em neon dizendo “Lubrificantes em promoção” indicam até ao turista mais desavisado, o quão gay o bairro é. Viva a toda essa história de sangue e orgulho que essa terra carrega nas costas. Viva a todas as conquistas que estes moradores, corajosamente, conseguiram. Viva a Castro!

(Visited 6 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta